Conselhos ergonômicos para trabalhar em casa

Conselhos ergonômicos para trabalhar em casa

Muitos trabalhadores estão em casa, ultimamente, para ajudar a prevenir a propagação da Covid-19. Aqui estão algumas dicas úteis para ajudar a melhorar seu nível de conforto, reduzir a dor e a tensão, aumentar a produtividade e aumentar sua consciência sobre a ergonomia do escritório.

Tente construir um espaço de trabalho permanente ou ter uma área de sua casa onde você possa trabalhar. Isso permitirá que você faça a distinção entre o tempo de trabalho e o tempo de lazer, permitindo que você “desligue” no final do seu dia de trabalho.

  • Obtenha acesso a bons equipamentos de escritório e uma configuração que encontre um equilíbrio entre conforto, eficiência e produtividade. Comece com uma cadeira confortável e ajustável.
  • Não se sente por muito tempo! Você precisa de pausas regulares dos movimentos repetitivos do mouse e tarefas de digitação, além das posturas estáticas prolongadas. 
  • Defina lembretes em seu computador, alarmes em seu telefone ou até mesmo um post-it para mover, mover, mover! O movimento promove uma melhor circulação e alerta mental. 
  • Arranje tempo para se exercitar! Tente sair e exercitar-se diariamente. Todos nós nos beneficiamos com alongamentos e exercícios cardiovasculares diários. Muito simplesmente, mover o corpo é a melhor terapia para músculos tensos e para mobilizar / lubrificar articulações rígidas e restritas. 
  • Seja gentil consigo mesmo! A maioria das pessoas está experimentando níveis altos de estresse e ansiedade elevada sob as restrições atuais. Se você está se sentindo isolado trabalhando em casa, fale com seu supervisor para discutir maneiras de reduzir seus níveis de estresse e fornecer ferramentas para diminuir qualquer ansiedade. 
  • Se você estiver sentindo qualquer dor ou desconforto, entre em contato com nossa equipe, que podemos fornecer um tratamento para o alívio da dor, dar conselhos ergonômicos específicos e prescrever exercícios para prevenir o retorno da dor e do desconforto.
Sem comentários

Postar um comentário

×